Segunda, 27 de Junho de 2022
Brasil DADOS

Brasil tem estoque de diesel para menos de 20 dias nos postos

O dado consta em relatório enviado pelos produtores e distribuidores à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP).

27/05/2022 às 15h14 Atualizada em 27/05/2022 às 16h13
Por: Redação
Compartilhe:
A situação de risco de desabastecimento já é dada como certa pelo mercado, caso o governo não reaja
A situação de risco de desabastecimento já é dada como certa pelo mercado, caso o governo não reaja

Redação do Tribuna10
Em 27 de maio de 2022  às 15h10

TRIBUNA10- O estoque de diesel S10, comercializado nos postos de combustíveis brasileiros, é capaz de garantir o suprimento do mercado nacional por menos de 20 dias se a produção interna do derivado for interrompida hoje e a importação suspensa. O dado consta em relatório enviado pelos produtores e distribuidores à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP). As informações são do Correio Brasiliense.

A situação de risco de desabastecimento já é dada como certa pelo mercado, caso o governo não reaja. Por isso, o Ministério de Minas e Energia (MME) convocou representantes da ANP e da Petrobras para discutir formas de contornar o problema.

A reunião consta na agenda de compromissos oficiais de pelo menos três diretores do órgão regulador, embora não tenha sido confirmada pelas assessorias. A informação indica que o encontro, por videoconferência, foi pedido pelo governo e não prevê a participação de outros agentes.

Informações coletadas nos últimos 20 dias pelo setor indicam que o estoque de diesel no país era de 1,729 milhão de metros cúbicos (m³) no dia 18 deste mês. Tal volume seria capaz de atender o mercado interno por 19,6 dias, considerando a média de venda das distribuidoras em 2021.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários