Quarta, 17 de Agosto de 2022
Política ELEIÇÕES 2022

Deputados governistas avaliam presença nas convenções e possibilidade de eleição em único turno na Paraíba

Já sobre a do PSB, destacou que também não irá.

01/08/2022 às 09h48
Por: Redação Fonte: PB AGORA
Compartilhe:
Deputados governistas avaliam presença nas convenções e possibilidade de eleição em único turno na Paraíba

Com o prazo para a realização das convenções partidárias aberto e as recentes pesquisas eleitorais mostrando o cenário político paraibano ainda indefinido, no tocante a concretização ou não de um segundo turno, nas eleições estaduais e nacionais, o deputado federal Frei Anastácio (PT) e o deputado estadual Anísio Maia (PSB), analisaram tais cenários acima.

Questionado o motivo da sua ausência no último sábado (30), na plenária do PSB em Campina Grande que lançou o nome do atual vice-prefeito da cidade Lucas Ribeiro (PP), como pré-candidato a vice-governador na chapa de reeleição do atual governador João Azevêdo (PSB) e se vai comparecer as convenções do PT e do PSB na próxima sexta-feira (05), o petista Frei Anastácio respondeu: “Não, não irei”, disse Anastácio, destacando que sobre a do PT nem apoia a candidatura de Ricardo Coutinho para o Senado nem a de Veneziano, para o governo.

Já sobre a do PSB, destacou que também não irá, pois, apesar de apoiar João Azevêdo, teme represálias do PT se comparecer ao evento dos socialistas. Já Anísio Maia (PSB) que recentemente deixou o PT, após quase três décadas no partido, o deputado governista ainda acredita que o ex-presidente da República e atual pré-candidato ao Palácio do Planalto, pode vir a estar num palanque de João Azevêdo: “Não estamos preocupados com isso, não adianta insistir mais nessa tecla (exclusividade).

A política é dinâmica. Seguramente, se houver segundo turno, ele estará aqui com João Azevêdo”, afirmou Maia. Ainda segundo o ex-petista, João Azevêdo poderá ser reeleito no primeiro turno. “A oposição não consegue atrair a população e o governador tem uma eficiência administrativa reconhecida”, comentou afirmando disse que Lula também vencerá no primeiro turno: “36% dos eleitores rejeitam Lula. É exatamente a quantidade que vota em Bolsonaro. Ou seja, a totalidade que não vota em Bolsonaro está aberta a votar em Lula”, finalizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários